Encher pneu com nitrogênio é uma boa ideia? Entenda - Via Certa Natal Trânsito

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

[7]

Encher pneu com nitrogênio é uma boa ideia? Entenda

Por Julio Benck


Encher pneu com nitrogênio é uma alternativa para motoristas na hora de calibrar pneus. Entre os procedimentos de manutenção de rotina, a calibragem é a que deve ser feita com mais frequência. É também a mais fácil de realizar, uma vez que não exige apoio profissional especializado.

Seguir uma rotina de visitas à borracharia ou ao posto de combustível para calibrar os pneus garante uma vida útil prolongada. Portanto, é com foco na maior durabilidade destes componentes que a encher pneu com nitrogênio pode se revelar uma alternativa interessante.

Portanto, vamos entender agora o que significa substituir o oxigênio na hora de calibrar pneus do carro.

Encher pneu com nitrogênio

O uso do nitrogênio para calibrar os pneus é muito comum em pistas de corrida. Carros de Fórmula 1, por exemplo, têm seus pneus preenchidos exclusivamente com hidrogênio. O uso desse gás se justifica pelas suas propriedades físico-químicas, se comparado com o oxigênio.

A principal diferença é percebida no tamanho das moléculas das substâncias. As de oxigênio são menores, portanto, tendem a escapar com mais facilidade, o que causa variações maiores na pressão dos pneus.

Em veículos que transportam materiais inflamáveis, a calibragem dos pneus também é feita com hidrogênio. Isso porque, ao contrário do oxigênio, ele não entra em combustão, representando, portanto, um risco a menos em caso de acidentes. Trata-se de um ar seco, ou seja, não condensa nem alimenta chamas.
Qual é a vantagem?

Se comparado com o oxigênio, o nitrogênio é mais estável. Dessa forma, encher pneu com nitrogênio significa menos visitas ao posto de combustível ou ao borracheiro. Contudo,isso não significa de maneira nenhuma que a calibragem não deva ser feita periodicamente.

Além da estabilidade, o nitrogênio pode representar menor desgaste para os componentes metálicos. Por ser seco, não causa oxidação nos materiais com os quais permanece em contato. Para quem utiliza rodas de ferro, essa é uma característica bem vinda, uma vez que a incidência de ferrugem é menor.

No entanto, a oxidação é um fenômeno do qual não se pode escapar. O simples contato com o ar atmosférico, por si só, já é o bastante para deflagrar processos oxidativos. A diferença é que, com nitrogênio, esse processo é retardado.

O desgaste é minimizado também em relação à borracha que entra na composição dos pneus. Oxigênio também contribui para desgastar materiais emborrachados, seja pela sua instabilidade, seja por provocar oxidação.

Sendo assim, espera-se que pneus calibrados com nitrogênio apresentem vida útil maior. Não se pode deixar de considerar que, graças à sua maior estabilidade, o gás gera menor deformação nos pneus, o que contribui para reduzir desgastes provocados pela diminuição das deformações.

É seguro?

Em relação à calibragem feita com oxigênio, a que se faz com hidrogênio representa uma segurança a mais. Embora deva ser feita com pneus frios, assim como se faz com a calibragem com O2, encher pneu com hidrogênio aumenta a segurança por exigir menos riscos de furos, uma vez que os pneus deformam menos.

O hidrogênio mantém a temperatura dos pneus constante. Não importa a que condições de rodagem sejam submetidos.

Em contrapartida, há quem considere a variação pequena, o que não compensaria o custo mais alto da calibragem com hidrogênio. Em alguns locais, pode ser cobrada uma taxa de até R$ 8,00 para encher o pneu com o gás.

Além disso, embora seja mais estável e faça o pneu perder menos pressão, tais perdas continuarão a acontecer, embora em menor intensidade. O motorista deverá manter frequência de calibragem. Isso pode não significar tanta vantagem assim, levando em consideração o custo de encher pneus com nitrogênio.

Outra diferença é que o gás usado em postos e borracharias não é tão purificado quanto o que é utilizado em pistas de corrida. Isso diminuiria a eficácia do nitrogênio em termos de perda de pressão, o que seria um motivo a menos para pagar para calibrar os pneus com esse gás seco.
Encher pneu com nitrogênio é uma boa ideia? Entenda Encher pneu com nitrogênio é uma boa ideia? Entenda Reviewed by Via Certa Natal Trânsito on novembro 24, 2017 Rating: 5

Sora Templates