Caoa Chery prepara investida elétrica no Brasil - Via Certa Natal Trânsito

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

[7]

Caoa Chery prepara investida elétrica no Brasil

Redação,Via Certa
Por Tião Oliveira, de Xangai, China

Caoa Chery

A Caoa Chery está fazendo uma revolução no mercado de veículos no Brasil. A empresa foi criada após a compra da operações da marca chinesa pelo grupo brasileiro e lançou quatro carros inéditos. Apareceram o sedã Arrizo 5 e os SUVs Tiggo 2, 5x e 7 em pouco mais de um ano e se prepara para lançar o Tiggo 8. Na esteira desse sucesso, a empresa já mira o segmento de eletrificados e estuda levar o 100% elétrico Arrizo 5e e o híbrido Tiggo 7 PHEV.

Segundo fontes ligadas à empresa, um dos principais entraves para a evolução da oferta de veículos elétricos no Brasil é a infraestrutura de recarregamento de baterias. O sistema é considerado muito aquém do necessário, considerando-se as dimensões continentais do País.

Ainda assim, o Arrizo 5e tem todas as condições para atender o consumidor. O modelo inclusive foi mostrado no Salão do Automóvel do ano passado para testar a receptividade do público. Uma das virtudes do modelo elétrico é a autonomia de cerca de 400 km.

No visual, o Arrizo 5e é basicamente igual à versão com motor a combustão. Mas em vez do 1.5 de quatro cilindros com turbo há um motor elétrico. O propulsor gera o equivalente a 123 cv de potência e pouco mais de 28 mkgf de torque.
Tiggo 7 PHEV tem 1.000 km de autonomia

Com o crescente sucesso do segmento de SUVs, a grande aposta de veículo eletrificado para o Brasil é o Tiggo 7 PHEV. Trata-se de um modelo híbrido do tipo plug-in. O esquema une motor a combustão e outro elétrico e deve ser recarregado na tomada.

No Brasil, o Tiggo 7 híbrido deverá manter o motor 1.5 turbo da versão “normal”. Além disso o SUV pode rodar até 50 km em modo 100% elétrico. Isso torna seu uso em ciclo urbano bastante interessante.

O Tiggo 7 PHEV tem sistema de recuperação de energia, que transforma a força gerada em frenagens em eletricidade que posteriormente é enviada à bateria. O consumo médio do SUV é de cerca de 45 km com um litro de combustível e autonomia pode chegar a 1.000 km.

Em tese, o SUV híbrido da Caoa Chery pode fazer uma viagem de São Paulo a Brasília com um único tanque de combustível. No Brasil o modelo já é vendido com motor 1.5 turbo. O propulsor é o mesmo do Arrizo 5.

Caoa Chery testa vários elétricos no Brasil

O Arrizo 5e não foi o único elétrico trazido pela Caoa Chery para testar o interesse do brasileiro. No Salão de São Paulo, em novembro do ano passado, a marca mostrou também o Tiggo 2e, o EQ e o EQ1.

O Tiggo 2e é a versão elétrica do modelo com motor a combustão produzido na fábrica da Caoa Chery em Jacareí, no interior do Estado de São Paulo. O SUV compacto tem motor de equivalentes 129 cv de potência (6 cv a mais que o do Arrizio 5e) e cerca de 28 mkgf de torque.

O EQ, por sua vez, é a versão eletrificada do subcompacto QQ, que também é produzido em Jacareí. Seu motor elétrico gera cerca de 57 cv de potência e a autonomia é de aproximadamente 200 km.

O EQ1 foi criado para ser elétrico – não há opção a combustão. Com motor que gera o equivalente e 40 cv, o carrinho pode rodar cerca de 400 km sem precisar que suas baterias sejam recarregadas na tomada.

Após o Salão, todos esses modelos permaneceram no Brasil. A maioria está na outra fábrica da Caoa Chery, em Anápolis (GO). Os veículos estão passando por testes para eventual lançamento no mercado brasileiro.

O jornalista viajou a convite da Caoa Chery

Com Informações Jornal do Carro. 
Caoa Chery prepara investida elétrica no Brasil Caoa Chery prepara investida elétrica no Brasil Reviewed by VIA CERTA NATAL TRÂNSITO on abril 18, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Importante:
a) Comentários ofensivos, preconceituosos ou que incitem violência não serão aceitos;
b) Comentários que não digam respeito ao tema da postagem poderão ser excluídos;
c) O comentário não representa a opinião do blog.

A responsabilidade é do autor da mensagem.

É necessário colocar seu NOME e E-MAIL ao fazer um comentário.

Sora Templates