Youtube

Redação,Via Certa


Já falamos anteriormente sobre como cuidar de você em diferentes aspectos durante a quarentena ou os períodos em que a pilotagem não estão tecnicamente liberados. Então agora é hora de cuidar da sua moto, afinal, é ela que vai manter você feliz da vida assim que tudo isso terminar, não é mesmo? Então vamos as dicas que são as mais importantes para que você possa cuidar da sua moto e voltar com tudo a torcer o cabo assim que possível.

Por onde começar a cuidar da sua moto?O primeiro passo para quem está de quarentena e com vontade de pilotar é dar um bom trato na sua moto. Esse é o processo mais fácil com certeza, afinal é algo a ser feito com regularidade na verdade, e óbvio - lavar sua moto.

Mas tem um detalhe nessa lavagem, ela pode ser feita de modo mais cuidadoso, afinal lavar com a lavadora de alta pressão pós trilha/pista e nada mais é coisa de quem vai utilizar a moto no outro dia, como ela está parada, bater água pode ser feito com mais calma e mais cuidado, com uma boa lavagem tanto no exterior visível quanto nas partes que ficam longe dos olhos, como por exemplo embaixo dos plásticos.

O cuidado em molhar está na parte eletrônica da moto, essa sim não pode tomar água diretamente, ou seja, se você está lavando a moto sem desmontar nada dela, é só lavar bem, mas se desmontar algo, saiba que estruturas podem ficar desprotegidas e se molhadas podem ser danificadas, como as centrais eletrônicas que fatalmente vão oxidar.

Uma lavagem mais cuidadosa pode ser feita com um borrifador (no estilo lava seco) ou ainda com a mangueira, afim de remover toda a sujeira nos mínimos detalhes - o fundamental e que não pode passar batido independente da forma com que você vai lavar sua moto - o Tapa Escape. 

Ele impede que a água entre no sistema de escapamento, que se tiver com umidade, causa afogamento na moto, comprometendo a queima do combustível e molhando juntas, além de agravar a oxidação e a formação de borra em determinadas peças da moto.

A única coisa que pode ser passada antes de molhar sua moto é um bom desengraxante em caso de sua corrente estar muito suja. Aplicar ele e deixar retirar o excesso de sujeira é muito importante, mas retirar todo ele na lavagem é ainda mais para lubrificar a corrente depois.

Aplicar água e sabão é muito importante e esfregar? só depois que a espuma fizer mais efeito, ou seja, começar a derreter o barro e a sujeira. Ai sim é hora da esponja ou escova para remover o restante - cuidado com materiais abrasivos demais como a parte verde das esponjas de casa, elas riscam adesivos e plásticos. 

Se você passar desengraxante antes na corrente, não se esqueça de remover agora com a espuma, o ideal é passar limpar bem a corrente, assim como os resíduos nos dentes da coroa e pinhão, ou no mínimo prestar bastante atenção nesses lugares. 

Cuidado ao aplicar também, afinal, os discos de freio não podem ter contato com esse tipo de componente, assim como pedais e pedaleiras que funcionam com graxas específicas e tirar elas pode comprometer a funcionalidade dessas peças da moto.

Como cuidar das motos carburadas?

As motos carburadas exigem um pouco mais de cuidado no sentido de ficarem paradas que as motos que possuem sistemas de injeção. Mas vamos à algumas questões sobre isso:

O que é o carburador e qual sua função?

O carburador é uma peça responsável por realizar a alimentação de um motor à combustão. Isso quer dizer que é ele quem mistura o ar com o combustível com uma certa regulagem de proporções, já que em excesso de combustível e menos ar, a moto afoga, e com mais ar que combustível a moto n tem potência (engasga, falha).

Portanto, se o carburador retém por um certo período de tempo combustível em seu interior, com a moto parada, esse combustível também está ali parado. O risco disso? Entupimento. 

A gasolina contém resíduos que formam uma borra mesmo sem queimar, e parada ela evapora lentamente deixando esses resíduos no carburador e carburador entupido é igual moto sem andar.


Por isso em relação ao carburador, deixe-o sem combustível durante o período em que você não está utilizando a moto e de preferência se souber, retire-o e limpe-o, assim você já deixa a moto pronta nesse ponto preparada para voltar a ativa. Caso você não saiba fazer isso, é só levar no seu mecânico de confiança.

Outro fator que pesa bastante não somente para as motos carburadas paradas é a bateria. Esse é um fator imprescindível em qualquer veículo motorizado, afinal, a bateria ligada à corrente mesmo sem funcionamento acaba descarregando devido à falta de uso.

Por isso, se você retirar o carburador da sua moto, lembre-se também de desconectar os cabos da bateria.

Cuidados com motores injetados

As motos para motocross que possuem injeção, demandam de certa forma de menos cuidados que as motos dois tempos quando o assunto é o tempo de pausa nas atividades. Os cuidados aqui são quanto ao excesso de umidade nas partes eletrônicas da moto durante a lavagem, afinal, é essa central que comanda a proporção da mistura e entrada de ar com combustível. 

Quando à pausa prolongada, se você não ligar a moto uns minutos a cada dois ou três dias, desconectar a bateria é um bom começo. 

Mas o principal ponto é com certeza o combustível no tanque. Caso você não rode com a moto - esvazie o tanque e desconecte a bateria.

Se você ligar um pouco por dia, sem rodar com a moto (apenas com o motor trabalhando na lenta para não prejudicar a bateria), o certo é manter o tanque cheio ou pelo menos na metade. 

O maior volume oferece maior pressão para a saída mantendo a vazão constante na queima lenta. Pouco combustível forma bolhas de ar no sistema, pipocando a moto na lenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Importante:
a) Comentários ofensivos, preconceituosos ou que incitem violência não serão aceitos;
b) Comentários que não digam respeito ao tema da postagem poderão ser excluídos;
c) O comentário não representa a opinião do blog.

A responsabilidade é do autor da mensagem.

É necessário colocar seu NOME e E-MAIL ao fazer um comentário.

Bottom Ad [Post Page]

468x60 - Americanas