Youtube

Redação,Via Certa

GRUPO NO WHATSAPP - CLIQUE AQUI



Rio de Janeiro – Imagens feitas por funcionárias que estavam dentro do centro cirúrgico do Hospital da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti, Baixada Fluminense, mostram o momento em que o anestesista Giovanni Quintella Bezerra, 31 anos, estupra a grávida que estava na sala de parto.

Enfermeiras e técnicas de enfermagem da unidade pública de saúde teriam desconfiado do comportamento e da quantidade de sedativo que o médico deu para grávidas em duas outras cirurgias, realizadas no domingo (10/7). Na terceira operação, ele foi flagrado enquanto a paciente estava dopada.

Nas imagens, é possível observar que Giovanni está posicionado do outro lado de um pano, que cobre a vítima dos ombros para cima. O médico coloca o pênis na boca da vítima e comete o estupro.

A todo momento, o anestesista olha para os lados para ter a certeza de que ninguém que estava na sala o via praticar o crime.

O ato dura cerca de 10 minutos. Ao final, Giovanni limpa o rosto da mulher para encobrir os rastros do estupro.

Ele foi preso em flagrante por estupro de vulnerável na madrugada desta segunda-feira (11/7), pela Delegacia de Atendimento à Mulher de São João de Meriti. No ato da prisão, demonstrou surpresa e permaneceu em silêncio. A pena para o crime é de 8 a 15 anos de prisão.

Metrópoles


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Importante:
a) Comentários ofensivos, preconceituosos ou que incitem violência não serão aceitos;
b) Comentários que não digam respeito ao tema da postagem poderão ser excluídos;
c) O comentário não representa a opinião do blog.

A responsabilidade é do autor da mensagem.

É necessário colocar seu NOME e E-MAIL ao fazer um comentário.

Bottom Ad [Post Page]

468x60 - Americanas