Youtube

Redação,Via Certa
MUDAMOS DE INSTAGRAM! SIGA @VIACERTANATALRN



A FCA ativou esta semana uma fábrica capaz de produzir até 1,5 milhão de máscaras cirúrgicas por mês. A unidade começou a operar dentro Polo Automotivo Fiat, em Betim (MG), e foi montada em parceria com a Comau (braço de automação industrial do grupo). O projeto recebeu investimento de R$ 3,5 milhões, incluindo a compra de máquinas importadas que foram instaladas em área de 250 metros quadrados, onde hoje 39 funcionários da empresa trabalham em três turnos. As máscaras serão doadas a empregados, comunidades e profissionais de saúde nos Estados de Minas Gerais, Pernambuco e São Paulo.

A iniciativa integra o programa de ações para ajudar no combate à Covid-19, que a FCA desenvolve desde o fim de março com a intensificação da pandemia de coronavírus no País , envolvendo construção de hospitais de campanha, produção de protetores faciais, reparo de respiradores artificiais, empréstimos de veículos e doações de alimentos e produtos de higiene pessoal.

“Mais uma vez, as nossas pessoas investiram seu tempo, criatividade, solidariedade e veia inovadora para viabilizar uma nova operação industrial, sem qualquer precedente em nossa história na América Latina, em tempo recorde”, comemorou Antonio Filosa, presidente da FCA para a América Latina.

Para montar a fábrica de máscaras em apenas dois meses da primeira ideia ao início da produção, a FCA colocou para trabalhar na iniciativa suas equipes de engenharia de manufatura, compras e logística, que combinaram seus esforços com a experiência e recursos da Comau em instalar fábricas inteiras. O projeto envolveu a compra e importação do maquinário, pesquisa e validação de matéria-prima, adaptação do espaço na planta de acordo com as normas técnicas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e homologação das máscaras junto às autoridades sanitárias.

MAIS AÇÕES CONTRA A PANDEMIA

Além da fábrica de máscaras, no Polo Automotivo Fiat em Betim outras duas áreas foram adaptadas para novas funções no enfrentamento à Covid-19. Há dois meses o laboratório de eletroeletrônica da unidade powertrain mantém ritmo intenso de trabalho com foco na manutenção de respiradores mecânicos. Desde o início da operação, foram recebidos para reparo 181 aparelhos de 36 cidades de Minas Gerais e Amapá, compreendendo 48 hospitais. Deste total, 45 foram recuperados e retornaram às unidades de saúde de onde vieram.

Na área de montagem final, o laboratório de inovação, voltado ao desenvolvimento de soluções da Indústria 4.0, também assumiu novos desafios. As impressoras 3D, antes utilizadas para produzir peças de reposição de maquinários e desenvolvimento de protótipos de peças, agora dedicam-se exclusivamente à produção de protetores faciais. Cerca de 1 mil unidades já foram doadas a hospitais.

Em Goiana (PE), foi centralizado no Polo Automotivo Jeep a manutenção de respiradores do Estado em conjunto com o Senai. Desde abril as duas organizações receberam juntas 134 aparelhos para conserto. Deste total, o Senai-PE finalizou e devolveu 12 ventiladores pulmonares à Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE), prontos para serem utilizados., A FCA, que também recebeu respiradores de Alagoas e Paraíba, até agora consertou 21 e tem outros 101 em manutenção.

Os profissionais do Senai-PE passaram a trabalhar no Polo Jeep de Goiana e vão se revezar nas atividades. “Com a unificação das equipes da FCA e do Senai vamos conseguir reduzir gargalos na manutenção e calibração das máquinas, ganhando mais eficiência”, destaca Mateus Marchioro, gerente de montagem da Jeep, responsável pela ação.

--
Whats do trânsito: (84) 9.9978-2593

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Importante:
a) Comentários ofensivos, preconceituosos ou que incitem violência não serão aceitos;
b) Comentários que não digam respeito ao tema da postagem poderão ser excluídos;
c) O comentário não representa a opinião do blog.

A responsabilidade é do autor da mensagem.

É necessário colocar seu NOME e E-MAIL ao fazer um comentário.

Bottom Ad [Post Page]

468x60 - Americanas