Youtube

Redação,Via Certa 
MUDAMOS DE INSTAGRAM! SIGA @VIACERTANATALRN

Apesar do pedido realizado pela Abrava (Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores), solicitando a suspensão temporária do gatilho do diesel, presente na Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas (PNPM-TRC), a ANTT deverá baixar os valores presentes atualmente na tabela de fretes.

Isso se deve às constantes baixas do diesel desde o começo do ano. Nesta semana, o valor do combustível teve a primeira alta do ano, de 8%.

De acordo com o ofício enviado pela Abrava ao Ministério da Infraestrutura, “A suspensão do gatilho do diesel automaticamente congelará o preço mantendo os valores praticados antes da pandemia da covid-19 em relação ao diesel”. De acordo com a solicitação, a medida deve ficar restrita ao período da pandemia.



Fontes ligadas ao governo ouvidas pela Agência Infra, dizem que o Ministério da Infraestrutura e a ANTT não irão se debruçar sobre o assunto.

Apesar disso, o Ministério da Infraestrutura disse que mantém diálogo constante com entidades do transporte de cargas, e que analisa todas as sugestões apresentadas.

A alteração nos valores base da tabela de fretes deverá seguir os valores referenciados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo.

Outra fonte ouvida pela Agência Infra, de dentro da ANTT, informou que apesar da possibilidade de reajustes dos valores, o momento é de muita cautela. A fonte diz que nesse período, alterar os valores do tabelamento pode trazer mais problemas.

Blog do Caminhoneiro com informações da Agência Infra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Importante:
a) Comentários ofensivos, preconceituosos ou que incitem violência não serão aceitos;
b) Comentários que não digam respeito ao tema da postagem poderão ser excluídos;
c) O comentário não representa a opinião do blog.

A responsabilidade é do autor da mensagem.

É necessário colocar seu NOME e E-MAIL ao fazer um comentário.

Bottom Ad [Post Page]