Youtube

Redação,Via Certa
Por PEDRO KUTNEY
MUDAMOS DE INSTAGRAM! SIGA @VIACERTANATALRN



Com quase três meses de atraso provocado pela pandemia de coronavírus, a Fiat finalmente divulgou preços e começa a entregar aos clientes a nova geração de sua picape compacta campeã de vendas no País, a Strada, que já está disponível na maioria das concessionárias da marca no País em duas versões de cabine estendida e três de dupla com quatro portas, por preços que vão de R$ 69,6 mil a R$ 80 mil, quase os mesmos valores da antiga geração – que ainda manterá um representante de entrada por R$ 61,6 mil. Com a nova oferta, a Fiat amplia sua oferta em um mercado inventado no Brasil por ela mesma há mais de 40 anos, quando lançou o 147 Pick-Up, a primeira derivação do gênero.

Com a picape completamente nova, maior e com substancial elevação de conteúdo tecnológico de segurança e conforto, a Fiat aumentou as opções da Strada para uso familiar e de lazer, assim espera não só manter mas ampliar ainda mais a liderança folgada do modelo, que além de ser a picape mais vendida do País, no seu próprio segmento de compactas até agora tinha participação recorde de 58% e vendia mais do que as duas concorrentes somadas (VW Saveiro e Chevrolet Montana).

Segundo estima Herlander Zola, diretor da marca, a nova geração deve elevar em mais de 20% o volume de vendas da Strada. O maior crescimento virá das versões cabine dupla Freedom e Volcano, que têm potencial para aumentar dos atuais 5% para 25% a participação das opções “de lazer” nas compras da Strada, sem prejuízo das configurações para trabalho com cabine estendida (passou a ser chamada de Plus), que incluindo a remanescente Working da geração anterior devem continuar respondendo por mais da metade da demanda.


Se a estratégia funcionar como planejou a fabricante, fará subir ainda mais a importância da picape compacta no resultado da Fiat e FCA no mercado brasileiro, que em 2019, com 76 mil unidades emplacadas, foi o sétimo veículo leve mais vendido do País e respondeu por 21% de todas as vendas da Fiat. Este ano, Zola espera vender mais de 30 mil unidades da Nova Strada – já contabilizando os efeitos da crise trazida pela pandemia. “Agregamos conteúdo que vai dar acesso à Strada a segmentos que ela não estava e assim vamos novos clientes. Com essa grande vantagem competitiva, existe espaço até para superar esse número [inicialmente projetado]” afirma o diretor.

“Nunca tivemos competitividade de produto e preço tão grande quanto agora com a nova Strada. Aumentamos muito a oferta de design, tecnologia e inovação, tudo pelo mesmo preço de antes. Por isso temos certeza que a demanda vai aumentar e ajudar a passar melhor por essa crise que reverbera em toda a economia. Estamos prontos para aumentar a produção”, afirmou Antonio Filosa, presidente da FCA Latam.

NOVA STRADA SOBE A RÉGUA

Desde que foi lançada pela primeira vez, em 1998, a Strada seguia a sina de todas as picapes compactas inventadas no Brasil: era uma derivação direta de um carro já existente – no caso da Fiat, a base e o design frontal eram do Palio, que ao longo dos últimos 20 anos foi emprestando suas diferentes feições à picape da mesma família. Com a nova Strada essa ligação não é mais tão direta: ela é montada sobre a plataforma MPP, que tem elementos do Uno, Mobi e Fiorino, mas desta vez ganhou design exclusivo, com clara inspiração na irmã maior, a Toro.



Entre no grupo do Via Certa - CLIQUE AQUI





--
Whats do trânsito: (84) 9.9978-2593

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Importante:
a) Comentários ofensivos, preconceituosos ou que incitem violência não serão aceitos;
b) Comentários que não digam respeito ao tema da postagem poderão ser excluídos;
c) O comentário não representa a opinião do blog.

A responsabilidade é do autor da mensagem.

É necessário colocar seu NOME e E-MAIL ao fazer um comentário.

Bottom Ad [Post Page]

468x60 - Americanas