Youtube

Redação,Via Certa



Agentes do Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN) resgataram na tarde do sábado (29), uma raposa adulta de porte médio que circulava em via urbana, mais precisamente na Rua Ocidental de Baixo, na Cidade Alta, centro da capital. O animal foi visto por moradores da região que acionaram a guarnição da GMN para fazer o resgate.

No momento da chegada dos guardas foi possível perceber que o animal estava assustado e acuado numa área onde os moradores o impedia de sair. Utilizando as técnicas de manejo e captura direcionada a esse tipo mamífero os agentes conseguiram conter e aprisionar o animal sem gerar nenhum tipo de ferimento ou mesmo agressão. Era um animal adulto que se mostrou muito assustado pela quantidade de pessoas ao redor dele. Os guardas conseguiram retirá-lo do ambiente e o colocou numa gaiola de transporte para ser conduzido a um local seguro.

O coordenador do Gaam/GMN, Isaac Cruz, explicou que cada vez mais as guarnições do Grupamento Ambiental vêm atendendo ocorrências dessa natureza. Muitos animais silvestres acabam se perdendo das áreas de proteção ambiental e entram na zona urbana, o que muitas vezes coloca em risco a integridade física dessas espécies. “O procedimento para quem encontrar animal silvestre em área pública é o de sempre acionar a Guarda para realizar o resgate, bastando informar a situação pelo número 190 do Ciosp”, alertou.

“O resgate e soltura de animais silvestres é apenas uma parte do trabalho diário das equipes do Grupamento de Ação Ambiental da GMN, que atua na capital buscando a defesa do meio ambiente, combatendo crimes e agindo na proteção da fauna e da flora”, concluiu o coordenador do Gaam/GMN, Isaac Cruz.

A raposa foi levada ao centro de triagem do Ibama em Natal e vai passar por uma avaliação veterinária para analisar as condições de saúde antes de ser devolvida à natureza. As raposas são pequenos mamíferos onívoros pertencentes a vários gêneros da família Canidae. Elas vivem em todos os continentes, exceto a Antártida. De longe, a espécie mais comum e difundida de raposa é a raposa vermelha, com cerca de 47 subespécies reconhecidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Importante:
a) Comentários ofensivos, preconceituosos ou que incitem violência não serão aceitos;
b) Comentários que não digam respeito ao tema da postagem poderão ser excluídos;
c) O comentário não representa a opinião do blog.

A responsabilidade é do autor da mensagem.

É necessário colocar seu NOME e E-MAIL ao fazer um comentário.

Bottom Ad [Post Page]

468x60 - Americanas