Youtube

Redação,Via Certa

GRUPO NO WHATSAPP - CLIQUE AQUI



A Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PCRN), por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), deflagrou, nesta terça-feira (12), a Operação "Cassinho". O objetivo foi cumprir três mandados de prisão temporária e dez mandados de busca e apreensão expedidos em desfavor de suspeitos no latrocínio do policial civil Cláudio Ferreira da Silva. O crime ocorreu no dia 30 de junho deste ano, no município de São José de Mipibu. Os mandados foram cumpridos nos bairros de Mãe Luiza e Planalto, nas zonas leste e oeste da capital potiguar. 

Os três mandados de prisão temporária foram expedidos em desfavor de dois suspeitos investigados como possíveis executores do latrocínio e um investigado pela suposta criação das contas bancárias utilizadas nos crimes, além de documentos falsos para os suspeitos. No imóvel de José Wildson da Silva, 21 anos, foram apreendidos diversos cartões de crédito e identidades falsas, além de aparelhos celulares. Em outro imóvel, na casa de um terceiro alvo dos mandados, foi encontrado um revólver calibre .38, compatível com o empregado no crime investigado. 

Lucas Matheus Silva de Araújo, 22 anos, tentou fugir do imóvel onde estava, pulando os muros de inúmeras residências, no entanto, foi alcançado pelos policiais civis. Na ocasião, Lucas Matheus efetuou disparos contra os policiais, iniciando o confronto; ele foi atingido por disparos, encaminhado para o hospital, mas não resistiu. Um terceiro investigado, que não teve mandado de prisão expedido até o momento, foi ouvido na DHPP e confessou o crime. Um quarto suspeito encontra-se foragido.

A operação contou com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) de Natal, da Delegacia de Furtos e Roubos (DEFUR) de Natal, da  Delegacia Especializada de Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV), da Delegacia Especializada em Meio Ambiente e Assistência ao Turista (DEMAATUR), Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) e da 4ª Delegacia de Polícia (DP de Natal)

Sobre o latrocínio

O crime ocorreu no dia 30 de junho deste ano, quando quatro suspeitos invadiram a casa do policial civil Cláudio Ferreira, na comunidade Arenã, em São José de Mipibu. Segundo as testemunhas, pelo menos dois dos participantes recorreram a revólver e pistola. As diligências apontam que o grupo suspeito pelo crime é responsável por uma série de roubos em granjas, além de terem praticado outros dois roubos na comunidade Arenã. Ainda no decorrer das investigações relacionadas às ações deste grupo, os policiais civis identificaram um outro suspeito, responsável por abrir contas bancárias falsas para permitir que os criminosos exigissem transferências via PIX das vítimas, servindo também para ocultar os numerários subtraídos.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Importante:
a) Comentários ofensivos, preconceituosos ou que incitem violência não serão aceitos;
b) Comentários que não digam respeito ao tema da postagem poderão ser excluídos;
c) O comentário não representa a opinião do blog.

A responsabilidade é do autor da mensagem.

É necessário colocar seu NOME e E-MAIL ao fazer um comentário.

Bottom Ad [Post Page]

468x60 - Americanas