Youtube

Redação,Via Certa

Venda de motos em abril obteve o pior número em 24 anos

A venda de motos em abril teve apenas 28,5 mil unidades emplacadas. O total representa uma queda de 62,5% na comparação com março deste ano e de quase 70% no confronto com abril do ano passado. O resultado mensal foi o pior em 24 anos como consequência de concessionárias e Detrans fechados por causa da Covid-19, doença provocada pelo coronavírus.

Os números foram divulgados pela Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionários. A média diária de licenciamentos em abril caiu para 1,4 mil motos, um terço da média de fevereiro.

Com o impacto da quarentena a partir da segunda quinzena de março e em todo o mês de abril, as vendas no primeiro quadrimestre somaram 275,2 mil motos, o pior resultado para o período em 17 anos. Na comparação com iguais meses de 2019 houve queda de 21,8%.

Os emplacamentos da moto mais vendida do País reforçam o impacto da pandemia. Em janeiro, melhor mês de 2020, a Honda CG 160 teve 24,9 mil licenciamentos. Em abril foram 7,9 mil, uma queda de 68,4%. O tombo só não foi maior por causa do grande número de concessionárias e da capilaridade da rede Honda.

Para a Honda Pop 110, a mais acessível da marca, a queda no confronto de janeiro (8,8 mil unidades) com abril (2,7 mil) foi maior, 69,1%. Em marcas com menor rede de revendas a queda pode passar de 80%. Em janeiro, a moto trail BMW G 310 GS teve 202 unidades licenciadas. Em abril foram 36, ou 82,2% a menos. Outra moto fora de estrada, a Royal Enfield Himalayan, obteve 127 licenciamentos em janeiro e 22 em abril, uma retração de 82,7%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Importante:
a) Comentários ofensivos, preconceituosos ou que incitem violência não serão aceitos;
b) Comentários que não digam respeito ao tema da postagem poderão ser excluídos;
c) O comentário não representa a opinião do blog.

A responsabilidade é do autor da mensagem.

É necessário colocar seu NOME e E-MAIL ao fazer um comentário.

Bottom Ad [Post Page]